23 fevereiro 2009

Carnaval

Em São Paulo, no carnaval, não consigo deixar de me perguntar: Por quê (raios) não existe carnaval em São Paulo? Ou melhor, por quê São Paulo deixa de existir no carnaval? Andando de carro pelas ruas nesta tarde me vi numa cidade absolutamente desértica; portas fechadas, nem carro nem gente nem cães circulavam pelos cantos da hipermegalópole em pleno domingo de carnaval. Os paulistanos se mandaram, não sobrou nenhum folião para fazer a festa, nada de fantasia, tamborins ou confetes deram um colorido à cidade-cinzenta. Será que nem no carnaval, a maior orgia festeira do Brasil, o nosso ícone, aquilo que nos diferencia brasileiros do resto do Planeta, a cidade São Paulo consegue se divertir um pouquinho? Deixar de ser tão cinza e tão entediada? Vamos São Paulo! Vamos se fantasiar, vamos fingir por pelo menos quatro dias que não somos assim tão trabalhadores, tão atarefados, tão compromissados, tão terninhos e taiers! Vamos São Paulo! Vamos invadir a Paulista de peito de fora, vamos jogar serpentina no prédio do Itaú, vamos rebolar descalços na Faria Lima! Deixa de ser, São Paulo! Vistam suas máscaras! Secretárias, se transformem em vampiras, Margaridas, feiticeiras ou odaliscas! Executivos, vistam a roupinha de marinheiro e mandem tudo às favas! A gente pode, aqui sim, no Brasil, aqui pode tudo no carnaval. Resta-me (que tristeza) ligar a televisão e assistir ao desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro, babar pelas mulatas cariocas que são tão mais mulatas que as paulistanas.

16 fevereiro 2009

Com a alma encharcada

Esses dias antes de dormir fiz uma frase linda na minha cabeça... nunca vou lembrar dela tão linda e precisa que foi... vai ver não era pra ser minha e um dia alguém vai dizer ela pra mim. já estou com saudade da minha frase...

tenho me sentido que nem uma aquarela
há pouco eu estava tão forte, concentrada...
e agora me diluo cada vez mais
estou ficando em tom pastél
estou tão aguada que minha página vai se rasgar e molhar todas as minhas palavras.

(Do blog "esse meu cafofo" da Cla, aí à direita)

15 fevereiro 2009

Berlinale

Como esquecer do minuto de silêncio espontâneo dos espectadores de "Garapa", do José Padilha, diante da Fome retratada no filme?
Admiração por ele. Depois de estourar nas bilheterias com "Tropa de elite" usou de sua notoriedade para mostrar um Brasil profundo, atemporal, desamparado e nada comercial.
Esse diretor promete muito ainda.

***

Destaque para o filme ganhador do festival, "La teta asustada", que chama a atenção pela Direção de Arte, pela atriz , pela direção, pelo roteiro profundo e por ser peruano.
Força à América Latina!
Vale a pena pelas entrelinhas.

PS: A qualidade das salas de cinema de Berlim é absurda. Aliás, Berlim é absurda.

12 fevereiro 2009

Viagem de volta

Volta, meu irmãozinho, volta. Que você partiu e me deixou a ver navios em frente ao mar. Que você me deixou só com o Rubi. Volta, irmãozinho, para fazermos música, pra conversarmos noites afora, pra passearmos na noite linda de São Paulo, em meio a fumaça, mendigos e luzes, mas linda. Volta baby brother, a Avenida São Luís não é a mesmo sem ti. O porteiro Otaviano manda notícias, também ele sente saudades. Volta que quando você foi parecia que tudo morria. Volta Gordines. Venha ver essa gente bronzeada mostrar seu valor. Que Europa que nada. Aqui estamos com a faca e o queijo. Não neva. A gente é quente por dentro e por fora. Volta que as mulatas te querem no sambódromo no carnaval. Volta que a Inês faz tutu de feijão pra você. Volta, irmãozinho, que o Guimarães pra mim caiu no esquecimento, sem você por perto pra me ler trechos cansativos e geniais. Venha ver a tua irmã de cabelo curto. Venha ver a vista do Ambassador - 8b. Venha que nada mudou muito. Nada mudou. Tudo te espera. Venha ver a minha peça que estréia no dia do seu aniversário. Venha irmãozinho. Venha ver Irene rir e venha mostrar tua risada. Que Europa que nada. Vamos dar cambalhota, assistir Chaves, perseguir o Tom Zé, Gero Camilo, nos entupir de comida em Jaú. Vem meu irmãozinho que já não dá mais pra não te ter por perto. Vem que o coração arde.

09 fevereiro 2009

escrevinhagora

oquemeviernalicimamente

tantoloucoestandoquantoamanhãsendosão
prabrincardegizdeceraóleopasteldefeirarrozanzol
vá! sesuj'anilnachuvan'aguadaquarela
irouvirosomsótaquebaianoquevem?
esperumsimelevajunto.


mashá(dehaver)depor
sinistrofinisto...
- não irás nunca!!! huahahahahahaa!!!

03 fevereiro 2009

Esquizofrenia

Querer juntar dois mundos,
tudo o que não é de um mesmo lugar.

um
amor
dois
amor
uma. amor um.


querer. dois mundos. díspares.
querer um só, que não existe.

(do blog "o galo da vizinha", da Ana)

Um pouco mais

Aproveito o ensejo e completo com outra dica.
Pra quem não conhece, o blog do Antonio Prata http://blog.estadao.com.br/blog/antonioprata/ (infelizmente num formato pior que o da antiga página, claro).

E por outro lado, um blog promissor, novinho em folha: http://tomadadeopiniao.blogspot.com/

01 fevereiro 2009

ooops!

pequena interferência, sem tempo...
conheci esse blog mto bom!
http://anarco-sabo.blogspot.com

e esse blog aqui ta lindo!!! bjs