23 julho 2009

Feitos de Caymmi

É a segunda vez na qual escrevo sob forma de protesto.

A primeira havia sido sobre a mitificação européia sobre Buenos Aires.
(Talvez toda palavra aqui seja dirigida com certo grau de protesto; uma indiferença na qual o mundo se dá a pequenos valores, que em conjunto, nós Revelia, tentamos resgatá-los. Uma pena que a própria cultura virou o politicamente incorreto)

Aqui reclamo em nome de Caymmi, que não se faz presente na lista ao lado.

Reclamo pela força-matriz da Bahia como identidade, do caráter simplório do pescador, do orgulho do mar e da sabedoria do conhecimento técnico, inerente ao povo do mar, aliterado e excluído da sociedade Brasil-carnaval. Sem saber, o Brasil-carnaval deve agradecer a Caymmi por todos os "sambas, suores, e cervejas", pois sem ele não haveria o abaeté de Caetano, o Oxum de Maria Bethânia, o macaco de cada galho nosso de Gilberto Gil.

Pois faz-te conhecido, Caymmi, sê presente nesse povo que te agradece, sem saber, agradecendo a cada ida ao Pelourinho e ao bom e velho acarajé da Cira lá no Rio Vermelho de São Salvador.

E vós, fazei-vos verdadeiros brasileiros, ponde a conhecer as obras do Baiano.
Cliquai em vossos teclados, abri a Wikipédia e contemplai um de nossos mestres ao qual o tempo só se nos permite em pretéritos antigos, pronomes não mais conjecturados.

Reclamo pelo meu nome, pela baianidade inerente ao povo-carnaval, por todos os trio-elétricos que brevíssimos oito meses hão de conjecturar tua identidade.

Obrigado Caymmi, mais uma vez.

4 comentários:

zéza disse...

Joca, meu querido papagaio conhecido por muitos de vocês,sabe cantar suite dos pescadores.Tem homenagem mais linda que essa?
"E a Deus do Céu vamos agradecer".
Viva Caymmi!!!

Daniel disse...

existe o joca mesmo zéza??...

bem notada a ausência de caymmi, chico!
lembro, porém, que o layout é de responsabilidade de todos os membros do blog, que podem, bastando poucos clics, interferir da maneira que bem desejarem! inclua caymmi, ora pois. Estou pra incluir diversos nomes também, de duke ellington a michael jackson!

aqui vai minha homenagem ao caymmi (retirada da introdução de um de seus disco, fala que precede a "canção da partida"):

História de Pescadores
Dorival Caymmi

"
Esta é uma história de pescadores. É uma história de homens do mar.
Para o pescador, o mar é uma sedução. Para o pescador, o mar é também a luta pela vida. Cada um deles carrega uma história no peito, uma história de seu amor na terra, que pode ser tão grande quanto seu amor pelo mar.
Mas o pescador, quando é chamado pelo sol, ele vai, vai para o mar, para o peixe. E todas as manhãs vai cantando um canto de fé, onde louva a sua jangada, o seu mar, o seu trabalho. Onde louva também uma eterna esperança de que um peixe bom ele possa trazer. Se deus quiser...

Minha jangada vai sair pro mar
Vou trabalhar, meu bem querer
Se Deus quiser, quando eu voltar do mar
Um peixe bom, eu vou trazer
Meus companheiros também vão voltar
E a Deus do céu vamos agradecer "

Octávio disse...

Porra...

Obrigado Caymmi, mais uma vez.

Chico disse...

(eu preciso aprender melhor com esse blog safado, assim que souber bote fé que o nome Dele estará na lista ao lado)