22 setembro 2009

embasbacada





Sagração da Primavera, Pina Bausch,
Tanztheater Wuppertal.



Umas das coisas mais bonitas que já vi. Lindo, de não consigo descrever.

Só corpo, forma, o mais primitivo, que agora com a técnica mais apurada passa a existir de novo. E é assim, e existe: resumo de movimento, de vida, de gozo.


Puro gozo em imagem. Imagem que não é

pura – por isso o gozo – movimento, respiração, historia, individualidade, esforço, paixão, paixões e todo a rede complexa de trabalho e prazer que as envolve e estimula.


Muita coisa no mais simples que temos: corpo. Braços, pernas, cabelo, junto com tudo o que você pode contar e ser entendido sem ter que abrir a boca nenhuma vez. O corpo deles é o corpo meu. Não tenho a capacidade, mas. Mas é o mesmo corpo. Somos nós ali.

Humano humano, humano humano.


3 comentários:

Lucas disse...

Vou tentar ir!

Daniel disse...

vou hoje!! uhuuuu!

juliana disse...

realmente incrível!