28 setembro 2009

Liberdade de Expressão?

É, por acaso esse 28 de setembro é dia da Liberdade de Expressão:

"O nosso Brasil é um dos grandes sofredores, passou pelos anos negros da ditadura, no qual a liberdade de expressão era só para aqueles que a controlavam. Bom, lá mesmo não existia essa tal liberdade, talvez só a tal paciência. E ter um dia para comemorar algo que ficou há tantos anos "por aí" seria algo merecedor.

Antes dos anos negros: Populismo;
antes: Ditadura;
Bom, antes...

Agora nos vemos - pós-constituintes de 1988 - no melhor momento da nossa "liberdade", no momento da Internet, das cidades, da multiculturação, do caos, do transito, da superpopulação, da arte indefinida e principalmente da falta de senso comum.

A nossa "liberdade de expressão" nos serve para literalmente expressarmos da forma que bem entendemos, dentro de um senso ou não, seja lá qual ele for. Ao mesmo tempo que o que todos expressam compete com milhares de outras "expressões" da internet, da Televisão e de todas as outras mensagens que absorvemos todo tempo, todo dia.

Alguns diriam que para se expressar mesmo, a mensagem deve chegar ao seu destino, ao tempo que nenhum receptor espera sua mensagem, a não ser aqueles que esperam que a Tv lhes digas tudo o que precisam.

Fica dificil entender a liberdade não-oficial, a liberdade ponderada e a liberdade dos outros. Quando há aqueles que ditam suas regras.

Não tenho aqui em mãos nenhuma conclusão sobre a nossa real liberdade de expressão. Mas sobre meus conflitos morais, entendo que pra cada um cabe o senso que lhes convir e não falsa liberdade das massas. Assim temos "chamados de liberdade caminhando em sentidos opostos e tortuosos, rumando sobre as nucas de homens maus e manipuladores", ou pelo menos assim nós os julgamos. E para nós, sem poder, nos resta criar-nos à expressão - momentânea - de liberdade"

Jorge Conrado - 28/09

"Gostaria de ser um crocodilo porque amo grandes rios, pois são profundos como a alma de um homem. Na superfície são muitos vivazes e claros, mas nas profundezas são tranquilos e escuros como o sofrimento dos homens."

João Guimarães Rosa.

6 comentários:

Octávio disse...

sim, comemoremoslo!

Lucas disse...

Quem é Jorge Conrado? Onde escreve?

Lucas disse...

Como você descobriu essa citação do Guimarães? Ela não é tão conhecida... foda, né? Acho que é uma das afirmações dele mais absurdas... para quem nunca essa entrevista vale a pena, nas Obras Completas da Nova Aguiar.

Lucas disse...

"Liberdade é movimentação"
JGRosa

Coelho! disse...

É muito boa a citação né... eu descobri ela quando eu fazia o Provocações da Tv Cultura, o Abujamra lia sempre... E Jorge Conrado é um escritor de comunicação Social muito bom, ele tem vários livros falando do momento cultural e comunicativo que vivemos....

juliana disse...

alguém já tinha colocado ela aqui no blog!acho...lindíssima